R: Ficou sem Zainadine para o Benfica. Um rude golpe para a habitual solidez defensiva da sua equipa...

DR – É uma contrariedade. O Zainadine é uma referência da linha defensiva e é mais uma perda. A expulsão? Considerei-a estranha, tal como todo este processo, pois não consigo perceber a diferença de castigos para os dois jogadores. Acho que há dois pesos diferentes neste juízo.

R: Perguntou ao árbitro por que o expulsou?


DR – Perguntei, pois como treinador preciso de saber para chamar o jogador à razão e responsabilizá-lo, se for caso disso. Ele disse-me apenas que se insultaram. Mas isso é o que acontece em muitos campos, várias vezes em tantos jogos e não vemos jogadores expulsos por essa razão. Não compreendo!

Autor: Gonçalo Vasconcelos