Jorge Mendes foi ouvido esta quinta-feira através de vídeoconferência pela juíza Mónica Gómez Ferrera a propósito do caso de alegada fraude fiscal de que Cristiano Ronaldo é acusado, avança o 'As'. Segundo o jornal espanhol, o empresário português, que prestou declarações a partir do Porto, garantiu à responsável pelo Tribunal de Pozuelo de Alarcón que "nada tem a ver" com os alegados delitos fiscais imputados ao internacional português, que terão lesado o Estado espanhol em 14,7 milhões de euros.

O 'As' acrescenta ainda que, após ser ouvido, Jorge Mendes partiu para Paris onde irá assistir à gala da entrega da Bola de Ouro que decorre esta tarde na qual CR7 deverá receber em mãos o seu quinto galardão.