O Conselho de Disciplina (CD) da FPF decidiu que os árbitros não podem, de acordo com as normas da FIFA, exibir qualquer tipo de publicidade na parte da frente ou de trás das camisolas. O único espaço do equipamento previsto para o efeito são as mangas, o que inviabiliza a intenção sustentada pela Comissão de Instrutores da Liga de punir os juízes que promoveram o boicote da 12ª jornada do campeonato.

A Liga reagiu ao acórdão do CD, considerando que "o 'badge' na parte da frente das camisolas não é publicidade à empresa patrocinadora da prova, mas tão-só a identificação do nome oficial da competição" e que "não está abrangida pela proibição da FPF e da FIFA", lê-se na nota de esclarecimento. 


Temas:

FIFAFPF