A APAF, pela voz de Luciano Gonçalves, membro da Direção e candidato à liderança da associação, já reagiu às acusações de Octávio Machado em relação à nomeação de João Capela para o Académica-Benfica de sábado.

"Não podemos pactuar com este tipo de acusações, que levantam suspeição e não são nada benéficas nesta fase final do campeonato. É preciso alguém pôr uma mão nisto. Há que alterar o regulamento de disciplina, porque declarações destas, vindas de pessoas deste clube ou de outro qualquer, têm de ser punidas. As multas que os profissionais pagam são inferiores aos dos distritais e assim não pode ser. Se há alguma suspeita, então prove-se. Senão, é preferível não dizer nada", afirmou o dirigente.

Luciano Gonçalves diz que está a ser criado "um clima de instabilidade à volta da arbitragem, que infelizmente já tem tido reflexos no número de agressões nas provas distritais".

A APAF continua a apelar à tranquilidade: "Há que deixar as pessoas fazerem o seu trabalho. Temos os melhores jogadores e treinadores do mundo, temos dos melhores árbitros do Mundo, temos bons dirigentes. Se nem todos quiserem o bem do futebol, destrói-se tudo o que de bom tem sido feito no futebol português".

Ao mesmo tempo, a APAF está ao lado de João Capela. "Ele e todos os que sofrem este tipo de pressão não vão deixar de estar tranquilos nos seus jogos, como sempre. Certamente estará lá para valorizar o espectáculo", garantiu.

Autor: Miguel Pedro Vieira