Não há equipas perfeitas e até mesmo os líderes de cada campeonato têm alguns aspetos a melhorar. Que o diga o Ac. Viseu de Francisco Chaló. Após duas temporadas consecutivas a lutar para não descer, os viseenses surgiram com muito mais fulgor em 2017/18 e nesta jornada podem cavar um fosso de quatro pontos para o segundo classificado. Mas para isso têm de vencer a Oliveirense, no Municipal de Aveiro. Independentemente da qualidade do adversário de hoje, a verdade é que o Ac. Viseu tem tido um rendimento abaixo das expectativas nos jogos fora de casa: vitória diante do Sporting B, empate em Arouca e derrota na Choupana. Isto contrastando com o pleno no Fontelo: cinco jogos, cinco vitórias.

Francisco Chaló quer reforçar a liderança na 2ª Liga e já apelou aos seus jogadores para não cometerem os mesmos erros dos últimos jogos fora. O treinador tem um plantel experiente, muitos jogadores contam com passagens pelo principal escalão e em silêncio vai-se sonhando em fazer história. Os viseenses conseguiram a última subida à 1ª Liga em 1987/88 e de então para cá foram poucas as vezes em que tiveram equipas capazes de lutar pelos lugares cimeiros. Em 1990/91 falharam a promoção na última jornada...


Autor: Ricardo Vasconcelos