Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Mariano Barreto: «Eurico Gomes merece fazer parte da elite»

Novo CEO do Cova da Piedade em entrevista

+ Porque motivo a escolha do treinador para o Cova da Piedade recaiu em Eurico Gomes?

MB – A escolha do Eurico tem a ver com o que consideramos ser o que melhor se enquadra no perfil de um treinador para as necessidades imediatas do Cova da Piedade. É uma figura do futebol português, foi um jogador de eleição e tem uma carreira muito interessante como treinador. Está aqui, não por ser meu amigo, mas por ser um treinador que ainda tem muito para dar. E o futebol tem destas crueldades que fazem com que algumas pessoas que deviam estar ao seu serviço estejam arredadas. Tudo farei para que o Eurico tenha sucesso, porque significa o sucesso do clube e, principalmente, porque o Eurico merece fazer parte da elite do futebol português.

+ Aos 62 anos, é a última oportunidade que ele tem para mostrar valor como treinador?

MB – Só em Portugal é que se fala na questão da idade! Às vezes é mais fácil apostar em treinadores jovens, sem currículo, porque, se calhar, também são mais fáceis de manipular. Temos pessoas com competências, valor e mérito. Por vezes, o medo de alguns dirigentes é que eles possam confrontá-los. Nesse sentido, temos aqui um elemento que vai tornar o Cova da Piedade mais forte e que vai ajudar toda a gente a estar unida em torno de um projeto comum, que lhe permita ser um clube estável, com ideias definidas e, a curto prazo, pensar em patamares superiores.

«Nunca assinaria o acordo em vigor»

+ Se a responsabilidade das obras era da SAD, porque houve uma resistência tão grande?

MB – Se calhar, quando o acordo foi assinado, de boa fé, entre ambas as partes, não houve uma avaliação correta sobre os deveres e obrigações. Posso dizer que eu nunca assinaria esse acordo. Porque, afinal, só há uma parte que tem obrigações e a outra tem usufruto. Temos de partilhar obrigações, direitos e deveres. E não estou a defender a SAD, o que digo é que, se fosse eu, não tinha assinado. Sendo a SAD responsável pelas despesas, não faz sentido que, depois, esteja dependente da autorização de terceiros para utilizar os espaços.

+ O clube advoga que tem de preservar as suas instalações...

MB – Quando existem duas entidades diferentes, que não conseguem convergir, começa a haver perturbação. E não interessa saber quem tem mais ou menos razão! Interessa que alguém que tem 90% não pode estar dependente de quem tem 10% para tomar decisões.

«Não tive ocasião de convidar Figo»

+ O seu amigo Luís Figo é natural da Cova da Piedade. Já o convidou para vir ver algum jogo?

MB – Apesar de ter falado com ele há pouco tempo, ainda não tive ocasião de convidá-lo. Hoje ele é um embaixador do futebol mundial e não tem ‘poiso’ certo, mas, claramente, creio que, quando houver essa possibilidade, teremos a honra da sua visita.

Por Sérgio Lopes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Cova da Piedade

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M