Na 24ª jornada da 2ª Liga, o Cova da Piedade visitou o V. Guimarães B e ficou sem três jogadores habitualmente titulares, para o compromisso que se segue. O médio Paulo Tavares viu o cartão vermelho direto e foi suspenso por dois jogos, enquanto o central Willyan viu o 9º cartão amarelo e o avançado Hugo Firmino o quinto, sendo ambos suspensos por um jogo pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, o que complica a constituição do onze para a receção ao Penafiel, no próximo domingo, às 15 horas. Numa altura em que os piedenses seguem na 13ª posição e estão a apenas cinco pontos da Oliveirense, a primeira equipa em posição de descida.

No entanto, a visita a Guimarães ficou ainda marcada pelas expulsões do técnico Bruno Ribeiro que, segundo comunicado do CD da FPF, dirigiu as seguintes palavras ao árbitro: "É vergonhoso, sois uma vergonha, ide para o car...", sendo multado em 179 euros.

Quanto ao treinador de guarda-redes, Marco Tábuas, de 41 anos, recebeu ordem de expulsão nesse encontro, por contestar o cartão vermelho a Paulo Tavares. "Quer eu quer o Bruno apenas contestámos a decisão da expulsão. O árbitro mostrou o cartão amarelo ao Paulo e, após a pressão do banco do V. Guimarães B, recebeu indicações do árbitro assistente e do 4º árbitro para mostrar o vermelho direto. Nós apenas queríamos que o critério fosse igual. Porém, o árbitro entendeu que nos excedemos e acabou a expulsar três elementos do Cova da Piedade ao mesmo tempo", garantiu Marco Tábuas, em declarações a Record.

O antigo guarda-redes do V. Setúbal foi suspenso por 15 dias e condenado a pagar uma multa de 670 euros.


Autor: Luís Magalhães