O Aves sofreu para vencer esta quarta feira, em casa e pela margem mínima (1-0), o último classificado, Olhanense, num jogo da 32.ª jornada da 2.ª liga. O atacante angolano Erivaldo decidiu o encontro a favor dos locais com um grande golo, aos 13 minutos.

Com este resultado, o Aves interrompeu uma série de oito partidas consecutivas sem ganhar e tem mais sete potos do que o terceiro classificado, o Varzim, que, porém, só joga no dia 26, com a Académica.

Foi, também, a primeira vitória da era José Mota, o técnico que substituiu Ivo Vieira, numa partida de má qualidade e que teve o seu ponto alto no grande golo de Erivaldo, fruto de um remate de fora da área com o pé esquerdo.

O Aves teve várias ocasiões para matar o jogo durante o primeiro tempo, por José Pedro, aos 21 minutos, Tarcísio, 37', e Guedes, 45', mas faltou-lhe a serenidade e eficácia necessárias.

Nesse período, o Olhanense confirmou o porquê de ser lanterna-vermelha e estar muito perto da despromoção, apresentando um futebol pobre e inofensivo.

A intranquilidade do Aves acentuou-se na segunda parte e o Olhanense sentiu-o e ganhou confiança, arriscando mais no ataque, ainda que sem grande clarividência.

Aos 54 minutos, Guedes deitou fora mais uma ocasião de golo e a ansiedade apoderou-se claramente do futebol avense, tirando-lhe fluidez e tornando-o confuso.

Valeu ao Aves o facto de o Olhanense ser uma equipa de pouca qualidade e valeu-lhe, ainda, o central José Pedro, que, já nos minutos finais, substituiu o seu guarda-redes e, com um corte providencial, segurou os três pontos.

Jogo no estádio do CD Aves

Aves-Olhanense, 1-0

Ao intervalo: 1-0

Marcador:

1-0, Erivaldo, 13'

Equipas:

Aves: Marco Pinto, João Amorim, José Pedro, Xandão, Nélson Pedroso, Luís Alberto, Theo Mendy (Pedró, 63'), Tarcísio (Ericson, 88'), Caetano, Erivaldo (Balogun, 55') e Guedes

Suplentes: Rafa, Zé Tiago, Leandro, Pedró, Balogun, Hackman e Ericson

Treinador: José Mota

Olhanense: Rodolfo Barata, Coubronne, Gerevini, Tiago Duque (Olivier, 57'), Hélder Cabral, Doudou (M'Maidat, 21') Edgar Abreu, João Oliveira (Nabil Jaadi, 79'), Jorman Aguilar, Gonzalez e Salim Cissé

Suplentes: Léo, H'Maidat, Chanturia, Virga, Kiki, Olivier e Nabil Jaadi

Treinador: Bruno Saraiva

Árbitro: Luís Máximo (AF Castelo Branco)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Guedes e Gerevini (90'+1)

Assistência: cerca de 900 espetadores

Autor: Lusa