Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Oliveirense-Arouca, 3-1: Triunfo para carimbar permanência

Turma de Oliveira de Azeméis fez o que lhe competia

• Foto: Simão Freitas
A Oliveirense venceu este sábado o Arouca por 3-1, em jogo da 38.ª e última jornada, disputado no Estádio Municipal de Aveiro, garantindo a permanência na Segunda Liga.

A equipa comandada por Pedro Miguel colocou-se em vantagem em cima do intervalo, por intermédio de Diogo Valente. Um autogolo de Massaia, aos 58 minutos, resultou no segundo golo da equipa da casa, tendo o terceiro tento chegado aos 84, por intermédio do avançado Brayan Riascos. Já sem nada a ganhar ou a perder em termos classificativos, o Arouca, que alterou mais de metade da equipa em relação às últimas partidas, reduziu a vantagem, aos 89, através de Benny.

A Oliveirense, que apenas precisava de uma vitória para assegurar a manutenção na Segunda Liga, foi a primeira equipa a criar perigo na partida, à passagem dos 10 minutos, com João Mendes a isolar Serginho, com um passe de calcanhar, mas o remate sai fraco à figura de Gasparotto e foi criando várias situações para marcar ao longo da primeira parte, sem sucesso.

A Oliveirense acabaria por inaugurar o marcador à beira do intervalo, através de Diogo Valente, que recebeu a bola na esquerda e rematou para o fundo da baliza, fazendo a bola passar por baixo do guarda-redes.

O Arouca, que na primeira parte não fez nenhum remate à baliza da Oliveirense, regressou mais afoito dos balneários e, logo aos 53 minutos, Lúcio Maranhão introduziu a bola dentro da baliza defendida por Júlio Coelho, mas o árbitro assinalou fora de jogo, invalidando o golo.

A equipa de Oliveira de Azeméis chegou ao 2-0, quatro minutos depois, num lance infeliz da defesa arouquense. Massaia atrasou para Gasparotto, mas o guarda-redes não controlou bem a bola e esta entrou na baliza do Arouca.

Aos 84 minutos, na sequência de um canto cobrado do lado esquerdo do ataque da Oliveirense, Brayan Riascos, no meio dos centrais, salta mais alto e cabeceia para o terceiro golo da equipa da casa.

Quatro minutos depois, Lúcio Maranhão remata forte para uma grande defesa de Júlio Coelho, a desviar por cima da barra. No lance seguinte, depois de um canto, a bola chega ao defesa Benny, que apontou o tento de honra do Arouca, com um 'pontapé de bicicleta'.

Jogo no Estádio Municipal de Aveiro.

Oliveirense - Arouca, 3-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Diogo Valente, 45+1
2-0, Massaia, 58 (própria baliza)
3-0, Brayan Riascos, 84
3-1, Benny, 89

Equipas:

- Oliveirense: Júlio Coelho (Kadu 90+1), Diogo Sousa, Sérgio Silva, Mathaus, Diogo Valente, António Oliveira, Filipe Gonçalves, João Mendes (João Amorim, 77), Serginho (Sérgio Ribeiro, 64), Ença Fati e Brayan Riascos.

(Suplentes: Kadu, Rafa, Sérgio Ribeiro, João Amorim, Boukassi, João Sousa e Fabian).

Treinador: Pedro Miguel.

- Arouca: Gasparotto, Vítor Costa, Massaia, Benny, Jefre Vargas, Bertaccini (Roberto, 73), Palocevic (Bukia, 84), Moses, Bruno Alves, Lúcio Maranhão e Adilio (Erick Salles, 64).

(Suplentes: Igor Rocha, Deyvison, Roberto, Nuno Valente, Bukia, Ericsson e Erick Salles).

Treinador: Miguel Leal.

Árbitro: João Pinheiro (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Filipe Gonçalves (32 minutos), Palocevic (44) e Brayan Riascos (84).

Assistência: Cerca de 375 espetadores.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M