O Complexo Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava, já começa a ser a fortaleza do União da Madeira, agora sob o comando técnico de Jorge Casquilha. Os unionistas venceram os últimos cinco jogos caseiros e este domingo à tarde, querem somar o sexto triunfo, frente a um Covilhã que não será uma "pêra doce".

"Não foi resultado que nós pretendíamos pois queremos sempre vencer os jogos. Mas temos de ter a consciência que estamos num campeonato muito difícil e competitivo, sendo importante somar pontos jornada a jornada, e por isso, o que conquistámos em Olhão acaba por ser positivo, não sendo o ideal. Era importante os jogadores sentirem que também pontuamos fora de casa e não ficar sempre com o estigma de quando não jogamos em casa, podemos perder", começou por relembrar o treinador unionista em relação ao último embate fora de portas com o Olhanense.

Agora, atuando no seu reduto, os madeirenses querem continuar a subir na tabela classificativa: "Em casa vamos fazer tudo para continuar a vencer. Felizmente estamos numa sequência muito boa com 5 vitórias consecutivas e domingo vamos procurar a sexta. Se tal acontecer, o conforto em termos de classificação será muito maior, já que abrimos um fosso para parte debaixo da mesma".

«Covilhã também partiu com outros objetivos»


Quanto ao próximo adversário, Casquilha sabe que não terá tarefa fácil. "Sabemos que vai ser um jogo muito difícil, pois o Covilhã é uma equipa recheada de bons jogadores, também partiu para o campeonato com objetivos muito altos e que não estão a atingir pois estão na mesma luta que nós para fugir aos últimos lugares. Vão criar-nos imensos problemas, pois tem uma equipa muito forte em termos físicos, praticando um futebol direto e muito combativo. Vamos tentar contornar esses obstáculos e chegar à vitória", disse.

Importante para somar mais 3 preciosos pontos, será o apoio dos adeptos, segundo o responsável máximo dos azuis e amarelos: "A equipa está bem e acredito que os adeptos podem melhorar em termos número como vem acontecendo. O fato de a partida ser ao domingo também será importante, pois ao sábado há muita gente a trabalhar. Acredito que com bom tempo, vamos ter muito apoio e é isso que peço aos nossos sócios e simpatizantes, apoiem os jogadores, pois é nesta horas difíceis que mais precisamos deles. Não são muitos mas têm-se feito notar e isso é importante para nós, sentindo o apoio que vem das bancadas".

Capitão Jaime é baixa importante


Para este confronto com os serranos, Jorge Casquilha terá que alterar o centro da defesa. O central Jaime vai cumprir um jogo de castigo pois viu o 9º cartão amarelo. Assim, Tiago Ferreira deve ser o eleito para fazer dupla com Kusunga. De fora por lesão, continuam o médio Breitner e o lateral direito Carlos Manuel. A equipa treina amanhã, no seu complexo desportivo, na Camacha, às 10h30, sendo o apronto realizado à porta fechada.

Autor: João Manuel Fernandes