A Sports Integrity Global Alliance (SIGA), através do seu coordenador, Emanuel Medeiros, promoveu a assinatura de um protocolo pela integridade no desporto, e no futebol em particular. Na cerimónia de ontem, vários diretores de órgãos de comunicação social especializados em desporto, com Record a ser representado pelo seu diretor, António Magalhães, responderam à chamada e firmaram este acordo pela transparência no desporto.

"Temos aqui hoje um propósito com a presença da comunicação social. Julgo ser a primeira vez que todos os meios de comunicação se juntam em prol de um objetivo comum, que é defender a integridade no mundo do desporto", frisou Emanuel Medeiros.

Para o coordenador da SIGA, a imprensa assume um papel fulcral nesta luta. "Não há desporto merecedor do nosso respeito sem a comunicação social. Esta não assume apenas o papel de informar, mas também de formar. Temos de erguer bem alto a chama da integridade, da transparência e do respeito no desporto", salientou.

Mais dois ‘campeões’ portugueses

O piloto de Moto 2, Miguel Oliveira, e o treinador da equipa de juniores do 1.º Dezembro, Francisco Guimarães, de apenas 20 anos, juntam-se à campeã olímpica Rosa Mota como embaixadores da associação independente, sendo denominados como ‘campeões SIGA’. "Estou muito honrado por estar aqui e contribuir para os valores que sempre defendi. Assumo a responsabilidade de passar esta imagem de integridade no meu desporto", garantiu Miguel Oliveira. Já o jovem treinador apelou à vertente humana do desporto, em prol da integridade. "É uma honra estar ao lado destas pessoas e assumir este compromisso. Aproveito para relembrar que o desporto é mais do que uma atividade física, é uma atividade humana", sublinhou.


Autor: Luís Magalhães