A Universidade de Trás os-Montes e Alto Douro (UTAD) emitiu este sábado um comunicado, assinado pelo reitor, em que lamenta as agressões ao árbitro da final do Campeonato Nacional Universitário de futebol, disputado sexta-feira contra a Associação aAcadémica da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. E pede desculpas.

Leia o comunicado na íntegra:

A Universidade de Trás os-Montes e Alto Douro lamenta e condena os atos registados no jogo de futebol da final do campeonato nacional universitário entre a Associação Académica da UTAD e a Associação Académica da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, esta sexta-feira, em Aveiro.

A UTAD considera qualquer forma de violência como inaceitável e irá desenvolver todos os esforços ao seu alcance para evitar que atos como estes voltem a ocorrer e sejam erradicados do desporto universitário.

Ao longo da sua história a UTAD tem vindo, publicamente, a reconhecer a importância social do desporto enquanto fator de agregação e inclusão social, o mérito e o esforço dos desportistas.

A UTAD reitera os princípios do olimpismo ao serviço do desenvolvimento harmonioso do Homem, enquanto filosofia de vida que alia o desporto à cultura e educação, que privilegia um estilo de vida fundado no esforço, no valor educativo e no respeito pelos princípios éticos universais.

A UTAD solicitou à Associação Académica que aplique sanções e medidas que interditem o acesso a atividades desportivas dos autores de tais atos de violência.

A UTAD associa-se ao pedido de desculpas da Associação Académica ao árbitro e a todos os que estiveram presentes no Estádio.

O Reitor
Fontaínhas Fernandes"

Árbitro da final do Campeonato Nacional Universitário foi agredido

Árbitro da final do Campeonato Nacional Universitário foi agredido