O coordenador do futebol sénior do Desportivo das Aves, José Mota, que está a substituir Lito Vidigal, a contas com um processo disciplinar, mostrou-se confiante no regresso às vitórias já frente ao Boavista.

O técnico salientou as dificuldades que o adversário irá impor, mas mostrou-se otimista com a resposta que a equipa avense vai dar, num momento em que o Desportivo das Aves na vence na I Liga desde 03 de dezembro (1-0 fora ao Feirense), somando uma série de seis derrotas e um empate.

"É um adversário que tem feito um bom campeonato, está confiante. O nosso percurso em casa não tem sido fácil, mas estamos com uma vontade muito grande em ganhar. Só temos uma vitória perante o nosso público. Olhando à classificação, é urgente que consigamos bons resultados para sairmos desta posição. O grupo tem percebido que o fator casa é determinante para a classificação final. Os jogadores estão motivados. Se temos potencial temos de o demonstrar", disse.

José Mota referiu ainda a ansiedade que paira na equipa devido à margem reduzida para errar, mas defendeu que isso até pode jogar a favor do Aves.

"A ansiedade, às vezes, é um fator positivo. Aumenta a responsabilidade, a concentração, a disponibilidade e podem jogar a nosso favor. Quando um jogador vai para o terreno de jogo e diz 'estou com o nervoso miudinho' isso é bom, caso contrário não estará concentrado, com pensamento positivo e não está alertado para as dificuldades. Queremos acabar com os momentos de distração que houve em Braga [derrota por 2-0]. E não podemos sofrer golos em todos os jogos", acrescentou.

José Mota abordou ainda o papel em que orienta o Desportivo das Aves, aguardando que o processo disciplinar de Lito Vidigal fique concluído.

"Não tem peso nenhum. Os assuntos têm de se resolver. A situação não me causa qualquer dissabor. Faço o meu trabalho com dignidade", defendeu.

O Desportivo das Aves, 18.º e último classificado, recebe na terça-feira, às 20:00 horas, o Boavista, sétimo classificado, em jogo que encerra a 21.ª jornada da I Liga de futebol.

Autor: Lusa

Temas:

José Mota