José Mota disse que o jogo com o Caldas "é o mais importante" do Desportivo das Aves, durante a antevisão do encontro da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal. O treinador lembrou o percurso do adversário e salientou a vontade de todo o grupo avense de estar na final no Jamor.

"O Caldas tem um grande valor. Eliminou adversários de grande gabarito do futebol português, como a Académica, o Arouca e o Farense. Estão muito motivados e estão bem preparados a nível físico e psicológico. Isso merece todo o nosso respeito e atenção", afirmou José Mota, que, apesar de assumir o favoritismo, não vai relaxar.

"Uma meia-final a dois jogos dá-nos favoritismo, mas temos de mostrar isso no terreno. Tive a oportunidade de ver este adversário ao vivo nas Caldas da Rainha e percebi que há uma envolvência muito grande à volta deste jogo e isso passa para os jogadores e temos de contrariar tudo isso trabalhando muito e respeitando o adversário", referiu.

O técnico do Desportivo das Aves admitiu o 'sonho' de chegar à final no Jamor e pediu motivação e determinação aos jogadores para alcançarem esse objetivo. "Nunca estive numa final. Gostaria muito. E muitos dos meus jogadores também nunca estiveram. Se o adversário está motivado, nós também temos de estar. Temos essa oportunidade e o jogo de quarta-feira é o mais importante das nossas carreiras", salientou ainda o treinador.

O Desportivo das Aves joga esta quarta-feira com o Caldas a primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, numa partida que se vai disputar às 20:15, na Vila das Aves.

Autor: Lusa