O Aves defronta amanhã o Belenenses com a moral em alta depois de ter conquistado a vitória mais folgada da temporada, frente ao Boavista, e que também permitiu quebrar um ciclo de oito jogos sem vencer para o campeonato.

Balão de oxigénio que levou o técnico José Mota a admitir uma injeção de confiança que espera rentabilizar em Belém.

"Se calhar pensam que o Aves é o clube ideal para ganhar, mas temos que contrariar e mostrar que a nossa classificação não corresponde com o nosso real valor", atirou o treinador, deixando depois a receita para alcançar o sucesso: "Devemos ser iguais a nós próprios para sairmos com uma vitória e do lugar que não queremos ocupar. Este tem que ser o nosso fator de motivação".

Sobre as ausências de Nélson Lenho, Vítor Gomes e Amilton, devido a castigo, o técnico salientou que o mais importante é o desempenho coletivo. "Preferia ter todos à disposição, mas, independentemente de quem joga, o que interessa é a dinâmica do grupo", concluiu José Mota.

Autor: José Santos