O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Patrick Morais de Carvalho: «Isto é a prova de que o Belenenses está vivo»

Presidente comenta resultados e incidentes na assembleia geral do clube

• Foto: Paulo Calado
Patrick Morais de Carvalho, presidente do Belenenses, mostrou-se satisfeito com a decisão dos sócios em aprovar, na assembleia geral (AG) deste sábado, a proposta da direção de denunciar o protocolo com a SAD. Em declarações à Sport TV, sublinhou que o objetivo não é causar dano à Codecity nem prejudicar a equipa de futebol, manifestando confiança que haja um acordo.

"Foi uma noite fantástico no pavilhão, de grande fervor clubístico. Os sócios sufragaram de forma massiva a proposta do clube. Entraremos agora num período de negociação. Demos um aviso prévio no sentido de não causar qualquer dano À SAD e à Codecity e, por outro lado, porque estamos preocupados com a integridade da liga e a verdade desportiva. Não queremos causar nenhuma vantagem aos clubes que na segunda volta virão jogar com o Belenenses. Garantimos que os jogos do Belenenses serão no Restelo na segunda volta, pelo menos até final da época. Na próxima época, contamos que as negociações corram bem, contamos que o Belenenses continue a jogar no Restelo. Se não jogar, será por vontade expressa da SAD", referiu o líder do clube.

Em seguida, explicou com maior detalhe em que consiste a proposta e os seus motivos: "houve uma alteração muito grande das circunstâncias. O protocolo foi assinado em 2012 quando o Belenenses tinha a maioria da SAD e agora um tribunal disse que o Belenenses só tem 10 por cento da sociedade. As condições em sede de protocolo não podem ser as mesmas. Vamos propôr alterações, nomeadamrte o Belenenses ter uma equipa de futebol sénior na próxima época, ao qual estávamos vedados. Outra tem a ver com a utilização do relvado do Restelo, assim como a manutenção do mesmo, que será do clube. É preciso que se encontre um novo equilíbrio de forças."

De resto, confrontado com os desacatos que ocorreram na AG, Morais de Carvalho desvalorizou: "o Belenenses é um clube grande e o que se viveu aqui é a prova de que o Belenenses está vivo. Provou-se que a direção do Belenenses tem uma estratégia e os sócios sufragaram a favor. Dão-nos um mandato claro para que continuemos neste caminho."
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Belenenses

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M