Silas estava desiludido no final da partida em Setúbal. O treinador do Belenenses lamentou o vento, que fez mossa no jogo da sua equipa, bem como o "narcisismo" de que foram vítimas, segundo diz, os seus jogadores.

"Sabíamos que ia ser um jogo difícil por causa do vento. Houve alguns jogadores que não souberam adaptar-se a isso. Perdemos muitas bolas e passes e o Vitória foi crescendo e acabámos por sofrer o golo no final da primeira parte. Era algo que temia. O Vitória foi eficaz na segunda parte. O triunfo é inteiramente justo e compete-nos ver onde errámos.

Uma das grandes ilações que retiro para o futuro é que um dos grandes inimigos dos jogadores de futebol é o narcisismo. Demasiados elogios acabam por nos enfraquecer. Alguns não lidaram bem com os elogios. Tivemos muitos lances perdidos por culpa nossa. Houve desconcentração e falta de agressividade e, claro, outros por mérito do Vitória.

Tivemos muitos passes falhados e isso mexe com o rendimento coletivo. O nosso jogo foi muito fraco. Houve jogadores um pouco desligados do jogo. Alguns a jogar em posições novas e isso pode ter influência. Houve muitos erros, sobretudo posicionais. Além disso, tivemos também um adversário de valor pela frente. Há mérito do Vitória.

Não estou preocupado com a posição em que estamos. Vamos sair daqui. Não me preocupa porque sei onde estão os erros. Vamos ganhar jogos de certeza absoluta. Vamos analisar os erros que cometemos e dar uma boa resposta na próxima semana."

Autor: Lusa