Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Baganha acusa Vieira de hipocrisia

O ex-líder do IPDJ não poupa o líder das águias por este afirmar que o Benfica não tem claques

• Foto: Paulo Calado
Augusto Baganha é duro para com Luís Filipe Vieira, quando questionado sobre o facto do Benfica não ter claques, tal como defende o seu presidente. "É uma hipocrisia", sublinha o ex-líder do IPDJ numa entrevista ao ‘Expresso’, depois de ter sido recentemente exonerado pelo atual secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

Em causa está o facto de o clube da Luz ter sido punido com um jogo à porta fechada por dar apoio a claques ilegais, algo que levou à tomada de decisão do IPDJ, "na mesma altura", em que Augusto Baganha soube que seria destituído. "Recebemos auto de notícia das forças de segurança de reiterados apoios às claques ilegais. Daí também a multa de 56 mil euros. O maior castigo de sempre", lembrou Augusto Baganha.

Sobre se houve pressões por parte dos responsáveis benfiquistas relativamente a esta matéria, preferiu desvalorizar, pois considera que estas são genéricas e oriundas de todos os emblemas.

"Todos os clubes tentam fazer pressão, mas quando entro no IPDJ, par a mim todos os clubes são iguais. E o facto é que não houve uma, mas sim duas interdições do Estádio da Luz", assinalou, antes de recordar a razão pela qual foi levantada a primeira punição ao Benfica. "O clube corrigiu o regulamento de segurança, que previa concessão de acessibilidade aos No Name Boys, quando o Benfica não tem, nem nunca teve, claques registadas no IPDJ, o que viola a legislação de 2008. Tive de avocar o processo da alçada de Vítor Pataco, por se arrastar tempo demais. Sempre fui contra vetos na gaveta", recordou, em declarações ao dito semanário.

Justiça chegou e é bem-vinda ao futebol

A última semana ficou marcada pelo processo E-Toupeira, nomeadamente a acusação do Ministério Público à SAD do Benfica e ao assessor jurídico das águias, Paulo Gonçalves, aquilo que Augusto Baganha considera como algo positivo: "É um sinal de que a justiça chegou ao futebol", assinalou o assumido "adepto do Sporting", que, ainda assim, já foi "processado sete vezes e condenado quatro" por parte do clube d e Alvalade.
Por Valter Marques
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M