Ederson Moraes afastou ontem a possibilidade de ficar fora da seleção brasileira que vai disputar a Copa América. O guarda-redes do Benfica está a contas com uma inflamação no púbis, mas garante estar em condições.

"Estou a sentir-me bem. Tenho uma pequena inflamação no púbis. Amanhã [hoje] volto a treinar com bola e vou ver como é que me sinto. Nem passa a ideia de ser ‘cortado’. Vou fazer o maior esforço possível para ficar a 100 por cento", afirmou o futebolista, de 22 anos, depois do encontro entre o Brasil e o Panamá, em declarações reproduzidas pelo ‘Globo Esporte’.

Como Record antecipou, Ederson viajou com a equipa para Denver, apenas para continuar os tratamentos do problema muscular. O camisola 1 das águias tem estado sob observação do clínicos da seleção canarinha, sendo que hoje deverá haverá decisão quanto à permanência.

Os encarnados estão atentos à situação, esperando receber informação oficial quando a decisão for tomada. Até porque se trata de um dos jogadores mais valiosos do plantel, pois é cobiçado por Manchester City.

Titular da seleção olímpica que vai disputar os Jogos do Rio de Janeiro, Ederson foi chamado por Dunga para completar o lote de três guardiões da equipa que participará na edição que assinala o centenário da Copa América.