Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Embaló: Leipzig diz não ser "brinquedo" de empresários

Alemães comentam fracasso nas negociações

• Foto: Luís Manuel Neves
Úmaro Embaló esteve a um passo de ser jogador do RB Leipzig e os alemães justificam o porquê do negócio ter abortado, apontando o dedo ao empresário Catió Baldé. "Não queremos tornar-nos brinquedos de empresários e de outros clubes, mas sim ter o poder de decisão nas nossas mãos", começou por sublinhar o presidente do clube, Oliver Mintzlaff.

"Não houve transferência porque decidimos que não fosse avante. Estamos a tomar ações que respeitam os nossos princípios", relevou o dirigente, que verá o extremo português de 16 anos continuar a evoluir no Benfica.

O negócio que garantia, pelo menos, 15 milhões de euros aos cofres da Luz acabou por não se concretizar. A imprensa germânica avançou que o empresário Catió Baldé exigiu 2,5 milhões de euros pela assinatura de contrato de futebolista das águias. Em comunicado, o agente assegurou que "após várias discussões, não se chegou um acordo que satisfaça ambas as partes", já depois do clube da Bundesliga ter apresentado um "projeto económico à família e atleta". Mas foi mais além: "De louvar a hospitalidade e correção dos dirigentes do Leipzig", vincou, sem deixar de "realçar a postura correta do Benfica". Entretanto, o extremo já se treinou ontem com os juniores no Seixal. *
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M