A possibilidade de Lindelöf reforçar o Manchester United até ao final do mês está a perder cada vez mais força. Apesar de o internacional sueco continuar na lista de prioridades de José Mourinho para a próxima temporada, o clube inglês não está disposto a investir mais de 30 milhões de euros para assegurar a sua contratação imediata. A intenção agora passa por fechar o acordo no verão.

As negociações vão continuar nos próximos dias mas, mediante o atual cenário, começa a ser difícil um acordo. Se a SAD encarnada quisesse os 30 milhões o acordo seria fechado, mas Luís Filipe Vieira considera que pode conseguir um acordo mais vantajoso. Em Manchester há noção que aos 22 anos o nórdico ainda pode evoluir e valorizar-se e, por este motivo, as conversações vão continuar e muito provavelmente intensificar-se para que seja alcançado um acordo de cavalheiros tendo em vista o final da época. José Mourinho já admitiu que não pretende receber mais nenhum central em janeiro apesar de ter Bailly ao serviço da Costa do Marfim, na CAN, e Rojo a recuperar de uma lesão muscular.

Ordem para renovar

Na Luz, neste momento, a grande prioridade é assegurar renovação de Lindelöf. O central está vinculado até 2020, mas já tem acordo com a SAD para melhorar o atual vínculo e aumentar a cláusula de rescisão para os 60 milhões de euros, um valor que pode dar mais margem de manobra ao presidente do Benfica no final da temporada.

Entretanto, o defesa vai continuar a treinar-se e a jogar com toda a regularidade. Aliás, voltou a ser convocado por Rui Vitória para a partida de hoje. 

Vasteras não quer sabotar transferência

O presidente do Vasteras deixou a garantia de que o clube não quer sabotar a transferência do defesa-central para o Manchester United. As negociações com o Benfica para o pagamento da cláusula exigida – pelo jogador ter cumprido 10 jogos na Liga e na Liga dos Campeões – ainda não estão finalizadas e Bengt-Ake Nilsson recusa revelar se, ao invés dos 20 por cento inicialmente pedidos, o clube receberá 10 por cento do valor da transferência do internacional sueco: "A nossa prioridade é que as coisas avancem e não queremos sabotar o futuro do Lindelöf."


Autores: João Soares Ribeiro e Vanda Cipriano