O Benfica assinou ontem no Estádio da Luz, com a SABSEG Seguros, um protocolo de colaboração válido para os próximos cinco anos (renovável por mais cinco), tendo como principal preocupação os sócios e a forma como estes podem ajudar a fortalecer o clube a médio prazo. Refira-se que esta cerimónia, realizada nos escritórios da SAD, contou com as presenças do presidente dos encarnados, Luís Filipe Vieira, do vice-presidente João Varandas Fernandes e ainda de Miguel Bento, diretor de marketing.

Com este acordo, a referida corretora, já com uma forte presença no futebol português, promete ajudar na evolução da marca Benfica. "O Sport Lisboa e Benfica é a maior marca do nosso país e, por isso, esta parceria que assinámos é muito importante. A nossa empresa é corretora da Liga e também da Federação Portuguesa de Futebol e trabalhamos com todos os clubes da Liga, à exceção de Sporting e FC Porto", começou por nos explicar Miguel Machado, presidente do conselho de administração da SABSEG, referindo-se depois, em traços gerais, ao que os sócios encarnados poderão esperar: "Já existe a Benfica Seguros e, com este acordo, esperamos melhorar as condições que eles têm à disposição. Foi esse o desafio que Luís Filipe Vieira nos lançou. Esperamos ajudar a elevar ainda mais a marca Benfica em Portugal e no Mundo."

Experiência

Ora, a SABSEG entrou no futebol português em 2011, ano em que arrancou com a colaboração com a Liga. Desde então, juntou-se a mais clubes e associações de futebol – é frequente vermos a marca em painéis de publicidade em muitos dos estádios – e o Benfica não quis perder a oportunidade de se juntar a ela com o propósito, também, de alcançar mais receitas nesta área. Miguel Machado explica-nos: "Essa experiência que temos no futebol também mostrou ao Benfica que podemos trazer valor acrescentado para servir os sócios, que, agora, também podem ajudar o clube a ser maior e a ter mais receitas."

Para Miguel Bento, diretor de marketing dos encarnados, essa forte presença do novo parceiro no futebol português é um fator de confiança numa parceria que dê frutos: "Até podíamos estar a falar de uma empresa que não estivesse no futebol, mas a dimensão que tem é, para nós, o mais importante. O facto de estar no futebol mostra que esta indústria é relevante. A base é a dimensão e a capacidade de gestão que tem. Estar no futebol é um ‘plus’."


Autor: Pedro Ponte