O presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), Augusto Baganha, falou das claques do Benfica, lembrando que o clube encarnado "tem sido castigado". Ainda assim, referiu que não sido um problema. "Não tem os grupos organizados de adeptos registados, mas isso não tem sido um problema para o IPDJ nem para a polícia. Eles têm de se registar e assim ficam como os outros", justificou.

Em relação à interdição do Estádio da Luz decretada no início da época, o dirigente garante que também neste caso a lei foi cumprida. "Não se passou nada de anormal. O Benfica corrigiu a situação e cumpriu a lei", garantiu o responsável, de 66 anos. 

Outro tema sobre o qual falou foi o do castigo a Fernando Madureira, que está impedido de entrar em recintos desportivos durante seis meses devido ao cântico sobre o avião da Chapecoense. "O IPDJ cumpre a lei e faz cumprir a lei, e foi o que aconteceu neste caso do Fernando Madureira. Não o fazemos por satisfação, mas porque é este o nosso posicionamento", afirmou o responsável à Sport TV, excluindo a hipótese de qualquer ação persecutória: "Também temos aplicado sanções a outros clubes, mas neste caso foi a uma pessoa. Isto também já aconteceu com outros líderes de clubes organizados. Benfica, Sporting, Belenenses, entre outros, têm estado sob a alçada do IPDJ".


Autor: João Soares Ribeiro