Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Secretário de Estado defende Vítor Pataco

Ainda a interdição da luz

• Foto: Bruno Teixeira Pires
O secretário de Instituto Português do Desporto e Juventude voltou a mostrar-se ao lado de Vítor Pataco, nomeado para suceder a Augusto Baganha na presidência do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ). Instado sobre se o então vice-presidente do organismo havia deixado em ‘banho-maria’ a notificação ao Benfica sobre a interdição do Estádio da Luz, João Paulo Rebelo respondeu com um "absolutamente falso".

"Já tive oportunidade de o afirmar e é lamentável que se ponha em causa, por interesses que me ultrapassam, o percurso, o profissionalismo e 30 anos de dedicação ao desporto e de alguém com provas dadas", clarificou o representante da tutela em declarações ao ‘MaisFutebol’, à margem de um evento de canoagem. Vítor Pataco, de 54 anos, chega à liderança do IPDJ depois de ter integrado a anterior direção, como ‘vice’ para as infraestruturas, bem depois de há mais de uma década ter desempenhado funções na Benfica Multimédia. João Paulo Rebelo deixou claro que Baganha "lançou suspeitas, insinuações, que são absolutamente inaceitáveis, porque o que está em causa não é a pessoa, mas uma instituição."

Certo é que a nomeação gerou críticas, tanto de Baganha como do FC Porto, que emitiu um comunicado a acusar João Paulo Rebelo de mentir e ainda se atirou ao próprio Vítor Pataco. "Ficamos a saber que [Pataco] agiu nove meses a fio com o propósito de evitar a notificação do Benfica sobre a nulidade do regulamento de segurança e utilização do Estádio da Luz, o qual acolhia ilegalmente condições efetivas de apoio a grupos de adeptos que não se encontram registados no IPDJ", pôde ler-se na nota.

Curiosidade pela audição

O teor das últimas declarações de vários atores políticos, assim como a exoneração por parte do Governo de Augusto Baganha, levaram o Partido Social Democrata a chamar à Assembleia da República o antigo presidente do Instituto Português do Desporto e da Juventude. O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, reagiu entretanto ao pedido da bancada laranja. "Até tenho alguma curiosidade em assistir a essa audição", vincou.

"É da maior relevância ouvir, em comissão, e logo após o início da próxima sessão legislativa, o presidente cessante do IPDJ", pode ler-se no comunicado dos sociais-democratas, que vão auscultar o ex-dirigente na Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto.

Recorde-se que na origem deste imbróglio está a demissão de Augusto Baganha e as declarações do mesmo à SIC Notícias sobre um possível favorecimento ao Benfica por parte de Vítor Pataco, seu sucessor no IPDJ, "retendo um processo". "O Benfica, de facto, beneficiou com isso, porque continuou e continuava a praticar a ilegalidade", explicou na altura.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M