A 12 dias do duelo entre Benfica e Manchester United, Silvino lembra os tempos em que orientou Júlio César, nas épocas 2008/09 e 2009/10. "‘Meu menino’, era como Eusébio me tratava. Ao Júlio César chamo-lhe filho", conta, à BTV. Adjunto de José Mourinho, responsável pela preparação de guarda-redes, o antigo jogador do Benfica e da Seleção, de 58 anos, viu Júlio César (20 anos mais novo) realizar 99 jogos no dito período.

"Quando cheguei ao Inter, tive uma conversa com ele e disse-lhe que só podia fazer dele um guarda-redes mais conhecido. Como já tinha acontecido com o Petr Cech no Chelsea e o Vítor Baía no FC Porto, também o Júlio César foi considerado o melhor guarda-redes da Champions League", conta. A vitória na prova, em 2010, foi a principal conquista de ambos no Inter. "Ele fez uma réplica do troféu que ganhou na Champions e enviou-ma para Madrid", adianta. O reencontro está marcado para a Luz, dia 18.