Apesar de ter ido ao banco lançar o jogador que deu início à reviravolta diante do P. Ferreira, Jorge Simão deixou claro que o mérito do triunfo é dos seus futebolistas.

"Por muitas alterações que se faça durante o jogo, o mérito é sempre dos jogadores, porque são eles que resolvem e ganham. O jogo foi intenso, principalmente pela parte final. Foi emotivo e intenso, mesmo para mim próprio, que me excedi no comportamento. A vitória foi justa, porque fomos a melhor equipa em campo", disse.

"Há um pormenor que quero sublinhar, é que para os que nos acusam de ser uma equipa faltosa, digo que houve neste jogo 22 faltas do Paços contra nove do Boavista, mas falam como se andássemos a distribuir lenha", atirou o técnico dos boavisteiros, que a finalizar olhou para o mercado: "Sinto que não preciso (de reforços), desde que não saia ninguém do plantel".

Autor: Lusa