Luís Castro mostrou-se satisfeito com a exibição do Chaves, este sábado, na vitória no reduto do Estoril, por 2-0, a segunda consecutiva para a Liga NOS. O treinador dos flavienses considera que o seu conjunto tem evoluído e está "muito mais objetivo".

"Fizemos tudo para que o jogo nos corresse bem. Entramos no jogo com muita segurança defensiva e, ao longo de toda a partida, fomos uma equipa muito equilibrada. Tivemos mais cantos, mais remates, mais oportunidades, mais tudo. Às vezes, as estatísticas não correspondem ao resultado, mas, desta vez, correspondeu perante uma equipa que jogou bem e tentou chegar a um resultado positivo mas nós sempre que atacámos conseguimos chegar com perigo. Foi um jogo positivo da nossa parte", analisou.

"Temos muitas vezes a mania de dizer que a equipa joga bem quanto tem muita posse de bola, mas para mim jogar bem é ter coesão defensiva. Jogamos frente a uma equipa que, habitualmente, tem muita posse e penso que o Chaves acabou com 49%. Fica para reflexão. Somos muito mais objetivos, a equipa tem muita capacidade ofensiva e agressividade no último terço do adversário. Isso vai levar-nos a vitórias, mas sem perdemos o equilíbrio defensivo", concluiu.