Record

Luís Castro: «Mostrámos que quisemos assumir o jogo desde o início»

Treinador satisfeito com a atitude da equipa na Madeira

Luís Castro, treinador do Desportivo de Chaves, mostrou-se naturalmente satisfeito com o triunfo da sua equipa frente ao Marítimo, na Madeira. O técnico explica que a intenção dos seus jogadores foi assumir o jogo desde o início.

Estabilidade fora
"É um bom sinal a equipa manter uma estabilidade de resultados positivos fora e gostaríamos também de transportar isso para casa. Valida uma forma de jogar. Os jogadores acreditam cada vez mais na forma como jogamos e num futebol mais triangulado, em que jogamos juntos à frente e em que conseguimos circular de corredor para corredor com eficácia, com muitos pontos de apoio para circulação."

Bons resultados ajudam
"Se em determinados períodos do campeonato os resultados não validaram essa forma de jogar, e os jogadores estavam um pouco desconfiados, à medida que o tempo foi passando, e os resultados foram aparecendo, claramente que o trabalho fica muito mais facilitado para o treinador através dos resultados que a equipa vai conseguindo."

Preparados para diferentes ciclos
"Gostaríamos de continuar assim no campeonato, mas sabemos que vai ser muito difícil. O campeonato é feito de ciclos positivos, mas também de ciclos negativos. Estamos preparados mentalmente para que isso nos aconteça."

O segredo
"A forma como jogamos. A forma como abordámos o jogo. A forma como quisemos chegar aqui e jogar ante uma equipa que há várias partidas não perdia em casa. Podíamos ter sido tentados em chegar e encolhermo-nos perante tamanho poderio. Mas quisemos assumir o jogo e mostrámos que o quisemos assumir desde o início."

Atitude
"O Marítimo tem sido muito forte em casa, mas a minha equipa interiorizou a vontade de ganhar através de um futebol bem jogado e triangulado e teve momentos muito bons no jogo. Acho que os golos atingiram o auge daquilo que é o conseguir finalizar da melhor forma jogadas que foram bem desenhadas pela nossa equipa. Na parte final sofremos um pouco, pois o Marítimo teve uma outra situação em que podia ter feito mais golos, mas nós também".
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Chaves

Regresso do herói

António Filipe volta à baliza numa competição em que foi decisivo frente ao FC Porto
Notícias

Notícias Mais Vistas

M M