A um dia do fecho do mercado, o Chaves assegurou a contratação de uma das revelações da presente edição da 2ª Liga. Stephen Eustáquio deu nas vistas no Leixões, chegou a ser negociado com Portimonense e Belenenses, mas foram os flavienses a exercer a cláusula de rescisão no valor de 500 mil euros. O médio assinou por cinco temporadas e hoje já não deve atuar pelo emblema de Matosinhos na receção ao Ac. Viseu; o negócio foi ultimado pela Blueprivate Investimentos Lda, de Manuel Tomás, e a CTS de Carlos Carvalho.

A contratação de Stephen tornou-se uma prioridade para a SAD e para Luís Castro desde que Patrão se lesionou. O treinador pediu uma alternativa a Pedro Tiba e há muito que o internacional jovem português estava a ser seguido. Com a camisola do Leixões, Stephen Eustáquio tem atuado como médio mais defensivo, mas em Chaves a ideia é fazer dele um box-to-box. Aliás, no Torreense, onde despontou nas últimas épocas, o jogador já dava nas vistas pela polivalência e ia alternando nas duas posições mais recuadas do meio-campo.

A ascensão de Stephen, pode dizer-se, foi meteórica. Chegou à 2ª Liga como um desconhecido, não demorou a agarrar a titularidade e logo o presidente Paulo Lopo anunciou que havia clubes ingleses interessados. Rui Jorge chamou-o aos sub-21.


Autores: Joaquim Paulo, Ricardo Vasconcelos, André Monteiro