Record

Os casos do Benfica-Aves

Jorge Faustino e Marco Ferreira analisam os lances da polémica

Rui Costa (Porto)
Nota Record: 4

Jorge Faustino: 3

Fez trabalho seguro em jogo com situações de difícil análise, nas quais decidiu quase sempre bem. Não expulsão de Rúben Dias acabou por manchar arbitragem globalmente positiva. 

Marco Ferreira: 4

Teve algumas situações nas áreas decidindo bem e com critério uniforme. Disciplinarmente, cumpriu sem grandes exigências. Deve rever a aplicação da lei da vantagem. Bem auxiliado.

CASO A CASO

Minuto 11

JF - Correto (CERTO)

Existe um contacto entre Defendi e Jardel, que não afeta a possibilidade de o central do Benfica intervir no lance. Decisão correta de nada assinalar. Sem pontapé de penálti 

MF - Sem infração (CERTO)

Na área do Aves, Defendi e Jardel tentam ganhar posição, agarrando-se mutuamente, para disputar a bola sem infração. Jardel tem o braço no ombro do adversário e Defendi tem o braço esticado na barriga do benfiquista 

Minuto 15

JF - Deixa-se cair (CERTO)

João Félix deixa-se cair ao sentir contacto de Defendi nas suas costas. Os dois jogadores estavam focados na bola e o contacto resultou da movimentação de ambos. Sem motivo para penálti 

MF - Sem intensidade (CERTO)

Novamente na área avense, Félix e Defendi correm a olhar para a bola, quando o benfiquista desacelera. Defendi não faz qualquer movimento que provoque a queda do adversário. Choque normal sem intensidade suficiente na visão do árbitro 

Minuto 27

JF - Inevitável (CERTO)

Rúben Dias cabeceia a bola contra o braço esquerdo de Vítor Costa. O remate é feito a curta distância, com o braço do defesa em posição natural, e sem ter tempo de evitar o contacto. Sem infração 

MF - Próximo (CERTO)

Boa decisão do árbitro num lance na área do Aves. Rúben Dias cabeceia e a bola embate no braço de Vítor Costa sem qualquer movimento do defesa. O cabeceamento é próximo e o avense tem os braços junto ao corpo

Minuto 71

JF - Junto ao corpo (CERTO)

Ponck interceta cruzamento de Grimaldo com o braço esquerdo, que está encostado ao corpo. Caso a bola não tivesse batido no braço, acertar-lhe-ia no tronco. Sem infração 

MF - Recolhido (CERTO)

Boa decisão do árbitro num lance na área do Aves. Grimaldo cruza e a bola embate no braço de Soares, sem qualquer tipo de infração. O jogador tem o braço recolhido junto ao corpo e o cruzamento é feito muito próximo do defesa 

Minuto 84

MF - Negligente (CERTO)

Infração de Rúben Dias sobre Derley. O árbitro aplica a lei da vantagem e na 1.ª interrupção adverte o infrator. Na disputa da bola, o central atinge com o braço a face do adversário de forma negligente. Cartão amarelo bem exibido 

JF - Para vermelho (ERRADO)

Rúben Dias levanta o braço na direção da cara de Derley, usando o cotovelo para lhe acertar de forma maliciosa e perigosa. Conduta violenta que deveria ter sido castigada com cartão vermelho 
Por Jorge Faustino e Marco Ferreira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M