O Sporting-Benfica de sábado (20H30) pode ser o grande acontecimento desportivo do fim-de-semana, mas o que se passa no país e no Mundo acaba por ter implicações na preparação de um jogo deste nível, em termos de segurança. O subintendente Pedro Pinho, um dos responsáveis da Polícia de Segurança Pública pela segurança neste dia especial, explicou que até os atentados ao autocarro do Borussia Dortmund e de quinta-feira nos Campos Elísios, em Paris, estão a ser tidos em conta na preparação desta missão.

"Não foi alterado o grau de segurança em Portugal, mas nestes grandes eventos, desportivos e não só, há sempre cuidados acrescidos", começou por explicar o subintendente, recordando que é importante que os adeptos cheguem cedo ao estádio porque "será um processo de entrada moroso" no qual, além dos "locais onde a revista é obrigatória", será feito "um controlo casuístico". Por exemplo, até na entrada de viaturas no recinto haverá um cuidado especial.

"Tudo conta, tentamos ir ao detalhe", acrescentou o responsável, salientando que os trabalhos de preparação ainda não terminaram e que nem as declarações de responsáveis são desvalorizadas. "A informação continua a fluir. O atentado de Paris só veio dar mais força a estas ideias. Tudo conta, não só as palavras".

Autor: Cláudia Marques