Uma das alterações ao Regulamento Disciplinar que já passou na Assembleia Geral da Liga desta segunda-feira tem que ver com a questão da corrupção desportiva, uma bandeira assumida pelo Sporting e com eco na própria FPF. Ora, os clubes da Liga aprovaram um limite de 150 euros para o valor das prendas a árbitros: isto quer dizer que a partir de agora as ofertas superiores a 150 euros constituem uma infração ao Regulamento Disciplinar e são consideradas corrupção desportiva.

A decisão do limite de 150 euros nas ofertas às equipas de arbitragem passou na AG por maioria, com 27 votos a favor, 15 contra e duas abstenções, sendo que o Benfica foi um dos clubes que votou contra a aprovação desta medida. Recorde-se que a própria UEFA impõe um limite neste particular, mas é de 300 euros, enquanto nas competições da FPF é de 200 euros. Quando a AG foi suspensa estavam ainda por votar 20 pontos.

Autor: António Mendes