César Boaventura, agente de jogadores e líder da empresa GIC, partilhou no Facebook um vídeo onde é insinuado que um jogador do Estoril facilitou no encontro da passada semana com o FC Porto (1-3) - sem nunca referir qualquer nome. Na sua publicação, o empresário recorda uma alegada ligação desse futebolista a Pedro Pinho, "o tal agente que me levantou uma calúnia que não tem perdão, com relações privilegiadas no FC Porto e antigo sócio do filho do presidente [n.d.r.: Alexandre Pinto da Costa]."

"Relativamente ao jogo Estoril-FC Porto da última quarta-feira, existe um jogador que foi titular e que no último jogo nem para o banco do Estoril foi! Este mesmo jogador contabiliza até ao momento 17 jogos na liga Portuguesa, cerca de 1.453 minutos, fazendo dele um jogador bastante utilizado na equipa. De louvar a atitude da direção e treinador do Estoril. O que me deixa realmente apreensivo é que este atleta é agenciado pela PPSports, empresa do agente Pedro Pinho, o tal agente que me levantou uma calúnia que não tem perdão, com relações privilegiadas no FCP, antigo sócio do filho do presidente!", afirmou César Boaventura, virando depois a agulha para Francisco J. Marques, com quem tem mantido várias trocas de palavras através das redes sociais.

"Agora pergunto Francisco J Marques, não és capaz de me responder aos motivos de tudo isto acontecer e ser tão verídico? Pelo bem do futebol Português, a única coisa que te peço é que deixes de te fazer de santo e sejas correto com os portugueses que te ouvem. Portistas, Sportinguistas, Benfiquistas e todos os outros. Sê correto!", exigiu.