O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol anunciou esta quinta-feira a abertura de um inquérito "tendo por base declarações e notícias relacionadas com denúncias de eventuais atos de corrupção".

"O processo será enviado, hoje, à Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, mantendo-se em segredo até ao fim do inquérito", pode ler-se no comunicado divulgado no site do organismo.

Em causa, estão as as declarações do diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, que acusou o Benfica de um esquema de corrupção de árbitros.

Recorde-se que já ontem o Ministério Público (MP) abriu um inquérito à alegada troca de e-mails entre Adão Mendes e Pedro Guerra, denunciada anteontem por Francisco J. Marques. Na correspondência eletrónica, a que Record teve acesso, cuja abertura de inquérito resultou de uma denúncia anónima, podem ler-se mais algumas mensagens trocadas entre o ex-árbitro e o atual diretor de conteúdos da BTV, além dos excertos já anunciados pelo diretor de comunicação do FC Porto.


Autor: Sofia Lobato