João Duarte, CEO da agência de comunicação Youngnetwork, reagiu ao comunicado de César Boaventura, agente de jogadores e líder da empresa GIC, que o acusara de estar por trás de blogues afetos ao Sporting, em especial o Mister do Café.

Eis o comunicado enviado por João Duarte para Record:

Como direito de resposta ou esclarecimento face ao comunicado da GIC, publicado por Record ontem, gostaria de esclarecer:

1. Não sei quem é a GIC nem César Boaventura. Tomei, pela primeira vez, conhecimento dos dois nomes este manhã.

2. Poderia escrever que eu ou a YoungNetwork não possuímos nenhum blogue, e que por egocentrismo puro assino em nome próprio tudo o que escrevo em jornais, redes sociais próprias e opinião na TV e rádio.

3. Mas prefiro apenas pedir aos leitores do jornal Record que releiam o comunicado da GIC, cujo CEO é César Boaventura, concretamente estas passagens:

"Neste sentido, vimos esclarecer os mais incautos dos seguintes pontos:
I. As publicações no blog " Mister do Café ", não são rubricadas e estão a cobro do anonimato;
II. Revelando, desde já, a debilidade do princípio da verdade informativa, assim como, a ausência de credibilidade e fidedignidade"

Para depois continuar mais à frente:
"XI. Os alegados responsáveis e autores das publicações no blog " Mister do Café", estão aparentemente e indiciariamente descortinados pelo sítio na internet http://hugogil.pt/saraiva-ataca-o-benfica-em-blog-oficial-do-sporting-com-e-mails-oficiais/;

XII. Esta página revela que uma empresa pertencente ao Senhor João Duarte, de seu nome YoungNetwork, gere o referido blog que tem o Senhor João Capitão, como " o mister que passa a vida no café de Alvalade""

4. Ou seja, fonte que sustenta a acusação da GIC: Hugo Gil. Blogue que, para a GIC, ao contrário de todos os outros, já não sofre de "debilidade do princípio da verdade informativa, assim como, a ausência de credibilidade e fidedignidade"

5. Fui só eu que reparei que no comunicado da GIC foi chamado de sítio na internet em vez de blogue a Hugo Gil, e que usou expressões "aparentemente e indiciariamente descortinado"? Se não for pedir muito: maior inteligência na escrita para não ser tão reveladora da origem da encomenda.

6. O blogue Hugo Gil está "aparentemente e indiciariamente descortinado" como veículo de propaganda e calúnia com morada reconhecida e identificada. Recorrer a este blogue como fonte "aparentemente e indiciariamente" fidedigna diz muito sobre quem o faz.

7. Poderia escrever agora que eu e a YoungNetwork iríamos agir judicialmente contra esta calúnia, mas acredito que a simples leitura do comunicado da GIC já é vexame suficiente para os próprios autores. Assim, poupamos os impostos dos portugueses e damos esta borla à Justiça portuguesa.

8. Se o ridículo matasse, eu não teria de escrever este esclarecimento ao jornal Record. Obrigado.

João Duarte
YoungNetwork