Os dados da empresa especializada InStat permitem perceber que marcar penáltis para o centro da baliza... pode não ser má ideia. Dos 34 castigos máximos assinalados pelos árbitros até agora, apenas seis foram batidos para o meio e só um deles foi falhado, o que dá uma média de acerto de 83 por cento.

A tendência na Liga portuguesa é atirar para a direita do guarda-redes, para onde já foram 18 penáltis nesta época. O lado oposto foi a escolha em 10 ocasiões e é precisamente este o lado onde se registam mais falhanços: 4.

Três dos penáltis foram para fora e sete foram defendidos pelos guarda-redes.


Autor: Sérgio Krithinas