O derradeiro treino da semana do plantel canarinho foi dedicado por Pedro Emanuel à observação de alguns dos jogadores menos utilizados em competição, com um empate (2-2) frente ao Cova da Piedade, no Jamor. A sucessão de resultados desportivos está longe de ser a desejada e o técnico está ciente da necessidade de encontrar dentro do grupo soluções que lhe permitam ganhar.

Diante do Cova da Piedade, nono classificado da 2ª Liga, o treinador estorilista apostou num onze que integrava os menos utilizados – com a exceção de Joel, que atuou de início e acabou por sair lesionado – e guardou os habituais titulares para a etapa complementar. Objetivo: criar dinâmicas para que todos possam ser opção.

Todos os disponíveis tiveram a oportunidade de demonstrar o seu grau de envolvimento e até os jovens Diogo Marques, Tote Mendes e Diogo Gonçalves foram a jogo. Em destaque estiveram os autores dos golos: Jorman e Eduardo, do lado do Estoril; Liu e Roberto, por parte do Cova da Piedade.

A equipa da margem sul do Tejo, que tem realizado um campeonato ascendente, em termos classificativos e exibicionais, teve assim oportunidade de avaliar o seu nível de desenvolvimento, perante um adversário, em teoria, superior, no treino de conjunto realizado à porta fechada, num dos relvados do Complexo do Jamor.

As duas formações terão direito a dupla folga, concedida pelos respetivos treinadores, regressando ao trabalho na segunda-feira.


Autores: João Lopes e Sérgio Lopes