O presidente do Estoril, Alexandre Faria, garantiu esta sexta-feira que as condições de segurança para o jogo de domingo entre os estorilistas e o Sporting "estão asseguradas", com a autorização da Liga para a reabertura da bancada norte.

Em declarações à agência Lusa, o líder do clube da Linha não esconde a satisfação pelo consenso alcançado entre as diferentes entidades envolvidas - Estoril, Liga, Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e Câmara Municipal de Cascais -, reiterando que esta reabertura vem validar os argumentos anteriormente defendidos pelos estorilistas.

"Vai haver bancada para o jogo com o Sporting. Seguimos todas as recomendações que nos foram dadas neste processo e ficou confirmado o que sempre dissemos. Mediante estas intervenções, conseguimos ter a bancada em condições de ser utilizada já com o Sporting e isso deixa-nos muito satisfeitos", afirmou.

A bancada norte havia sido interditada pela Liga na sequência das fissuras detetadas no desafio com o FC Porto, a 15 de janeiro, e que ditaram a interrupção do jogo ao intervalo, quando o marcador estava 1-0 a favor do Estoril. Cerca de duas semanas depois, os adeptos já poderão ficar na bancada, embora com pequenas alterações no acesso.

"Temos algumas situações provisórias, mas que não obstam à realização do jogo e à utilização da bancada", explicou Alexandre Faria. De acordo com a nota emitida já esta tarde pela Liga, "os associados do Sporting, por sugestão do clube visitado, farão o seu acesso através da Bancada Central Nascente".

Até esta sexta-feira, os bilhetes colocados à venda não contemplavam ainda a utilização da bancada, precisamente pela ausência de uma decisão final. No entanto, o presidente do Estoril explicou que serão imediatamente comunicados pelos meios oficiais do clube os ingressos e que a venda destes se destina ao público em geral.

"Sempre entendemos que devia haver o consenso de todos e que todos se sentissem confortáveis. Daí esta distância temporal. Felizmente, o processo chegou ao fim com a confirmação de que tínhamos razão. Comprovam-se as razões que sempre afirmámos: não existiam problemas estruturais", frisou à Lusa.

Alexandre Faria confessou ainda não ter o impacto financeiro das obras "devidamente quantificado" e adiantou também que num futuro próximo vai continuar a haver um acompanhamento das autoridades.

"Vai decorrer o processo normal. Há sempre naturais acompanhamentos, mas nada fora do normal. Com esta abertura da bancada, ficam dissipadas quaisquer dúvidas", concluiu.

O encontro entre o Estoril, 17.º classificado, com 15 pontos, e o líder Sporting, que soma 50, está marcado para domingo, pelas 18 horas, no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.

Autor: Lusa