O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) recebeu esta quinta-feira uma queixa anónima contra Kléber, jogador do Estoril. Esta denúncia de atos de corrupção e fraude foi feita depois de ter surgido nas redes sociais um vídeo onde se vê o avançado dentro de um carro com vários maços de notas.

O vídeo ganhou rapidamente grande impacto nas redes sociais, surgindo de imediato associações ao processo de inquérito da CD da FPF e posterior investigação do Ministério Público sobre factos ocorridos na segunda parte do jogo Estoril-FC Porto. Algo que suscitou uma reação forte por parte de Neto Meinberg, agente do brasileiro. "Esta queixa só pode ser fruto de pessoas mal intencionadas, que fizeram um aproveitamento totalmente descabido de uma situação que nada tem a ver. Estão a tentar imputar ao jogador comportamentos que visam denegrir a sua imagem", referiu a Record.

O nosso jornal teve acesso a documentação que prova que o vídeo foi filmado na manhã de 31 de julho de 2015, pouco antes de Kléber ter liquidado junto das Finanças uma dívida de 57.662, 14 euros referente ao IRS de 2013. O atleta viajou de propósito para o efeito da China, onde representava então o Beijing Guoan, tendo permanecido dois dias em Portugal.

Agora, o brasileiro vai apresentar no Ministério Público uma queixa crime contra desconhecidos por denúncia caluniosa e difamação . "Mesmo sem saber a origem da denúncia, ele vai avançar com uma queixa na justiça na esperança que esta atue e puna o infrator", afirma Neto Meinberg, acrescentando: "Ele está arrependido de ter feito aquela brincadeira do vídeo, mas do ponto de vista legal está tranquilo." O Estoril não reagiu ao vídeo, remetendo para o comunicado da semana passada no qual promete fazer a defesa dos seus jogadores nos locais próprios.

Autores: Filipe Pedras e Nuno Miguel Ferreira