Vincent Aboubakar admitiu que Sérgio Conceição teve um papel fundamental no seu regresso ao FC Porto, depois de na temporada passada ter chegado a admitir que nunca voltaria ao Dragão.

"É verdade que disse isso, porque a forma como o anterior treinador me maltratou tocou-me muito - ele fez uma escolha e eu saí. E, de facto, quem me motivou a vir foi o novo treinador, que me telefonou, incentivou-me, mostrou que queria muito contar comigo. Deu-me uma grande motivação, passou uma mensagem de confiança para que me sentisse integrado no projeto. Na verdade, não mudámos só de treinador, mudámos muitas outras coisas e penso que o FC Porto vai fazer grandes coisas esta temporada", analisou o internacional camaronês numa entrevista à revista 'Dragões'.

De resto, a mudança tática para o 4x4x2 também tem sido um dos elementos fundamentais para o bom arranque do FC Porto, no geral, e de Aboubakar, em particular, já com 8 golos apontados. "É um bom sistema para mim e para toda a gente, porque todos colhem os frutos. (...) Mas, desde logo, o trabalho que o treindor faz connosco nos treinos, aqueles exercícios em frente à baliza e em que nos grita quando falhamos. Tu, claro, dizes a ti próprio 'na próxima vez tens que marcar'".

Admitindo estar "mais maduro" e diferente", Aboubakar revela ter feito um "grande plano psicologicamente" e destacou o maior sentido coletivo deste FC Porto em relação ao de anos anteriores. "Quando tens momentos maus pões-te em questão para melhorares, para cresceres. É o que tento fazer hoje, ser mais aberto com os companheiros e penso que a felicidade também passa por aí", acrescentou.