Iker Casillas mostra-se confiante no presente e não afasta a possibilidade de rumar à MLS, mas não para já. O guarda-redes do FC Porto, em entrevista ao programa 'Fuera de Juego', da ESPN, abordou o seu futuro, a seleção espanhola, sem esquecer o Real Madrid.

"Tenho amigos na MLS que me contam maravilhas de lá. Falam de um país que não tinha grande tradição no futebol, mas atualmente já é uma referência. É um campeonato que me chama a atenção pela mudança, como tem melhorado. Mas há que desfrutar do presente e no futuro depois se verá", afirmou o guardião espanhol.

Casillas volta a dizer que "nunca irá renunciar" à seleção espanhola, e que estará disponível caso o selecionador considere que é uma ajuda.

"Nunca vou renunciar à seleção, nunca vou renunciar ao meu país. Não tenho sido chamado, porque o selecionador tem considerado que outros jogadores estão melhor, com mais confiança. Se algum dia considerar que posso ajudar, ficarei satisfeito, mas se merecer pelo trabalho que tenho feito no clube. Sempre disse que o clube é o trampolim para a seleção. Sempre que me chamem ficarei satisfeito. Eu quero competir/jogar e lutar, sentir-me bem para poder competir com confiança", disse. 

Quanto ao Real Madrid, o antigo guarda-redes da formação merengue fala de uma equipa "muito sólida, forte", con confiança para continuar a somar títulos.

Autor: Marta Correia Azevedo