O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Conceição diz que ficou "muito contente" por não ter recebido parabéns de Rui Vitória

Treinador do FC Porto explica os seus motivos

• Foto: Paulo Calado
Sérgio Conceição admitiu que preferiu não ter recebido os parabéns de Rui Vitória pela conquista do campeonato nacional. Confrontado com as palavras do treinador do Benfica, que afirmou que não deu os parabéns ao homólogo portista por ter sido mal tratado, o timoneiro dos dragões explicou os seus motivos.

"Fiquei muito contente. Eu explico porquê. Prefiro alguém que me dê os parabéns de forma natural do que de forma hipócrita. O Jorge Jesus devia estar triste mas ligou-me, surpreendeu-me a coerência dele, do Rui Vitória, entre o sentimento e o discurso. Se calhar noutras situações surpreendeu-me mais a incoerência. Tomei nota só", disse Conceição numa entrevista ao 'Porto Canal'.

88 pontos na Liga

"Falou-se disso depois de percebermos que o campeonato estava ganho, mas isso não foi prioridade. Queriamos ganhar a Feirense e V. Guimarães e como isso coindicia… Mas não é a trabalhar nos recordes que trabalhamos. O que for sinónimo de títulos é que contenta."

Para ganhar a Liga é mais importante a defesa ou o ataque?

"O futebol é simples: marcar e não sofrer. Mas os dois processos têm de estar equilibrados e nós tivemos isso. Fomos fortes e coesos defensivamente, sendo compactos com bola e sem bola. Depois isto leva-nos a questões de ocupaçao de espaço quando ataca; quando a equipa ataca, os jogadores mais importantes são os defesas; na primeira fase de construção o posicionamente do guarda-redes é importante… A melhor definição para equipa é quando em determinada situação todos eles, no campo ou em casa, sabem o que se vai passar. Todos os jgoadores sabiam com e sem bola o que tinham de fazer. (...) E aí o nosso departamento de análise…!! Cada jogador recebia uma 'pen' com as suas indicações individuais sobre o adversário, metiam a nu o adversário. E isso é muito importante. Deixe-me dizer que o Vítor Bruno é um grande treinador, com um grande futuro. Dou a 'pen' a todos os convocados. A palestra é dada por mim, as imagens são do Dembelé, mas depois cada um no seu quarto pode ir ao link… E nós sabemos quem são os jogadores que vão ver ou não! Não podemos esquecer que só o Fabiano é que tinha um título no FC Porto. O Iker muitos no Real, o Maxi… e nisso eles não têm moral porque eu tinha três."

119 golos com 51 de interferência da defesa

"Lá está, é importante. Nós trabalhamos muitos bolas paradas pois têm um peso enorme e depois damos muita importancia a um 6º momento, em que falei numa conferência, que é o momento de inspiração, de talento, do próprio jogador… Que não podemos controlar e faz parte do que é o jogo e apaixona o público. A mim apaixona-me também o 5º momento porque são momentos de trabalho, de muitas horas, e ver isso refletido no campo é fabuloso. Tiramos partido ao máximo disso."

Trabalho com Herrera e Sérgio Oliveira em quem os adeptos não confiavam

"Os jogadores têm a mesma importância dentro do plantel. Eu conhecia-o do Nantes, tinha trabalhado comigo… O Sérgio teve de perder algum peso, nós fazemos pesagem diária… consegui-lhe incutir o que lhe faltava, pois qualidade técnica e inteligência ele tem-na desde sempre. A forma como ocupa o espaço do 8 ele sabia. O que lhe faltava era agressividade, mudança de ritmo… Chegou a um momento de época, depois de algumas conversas, algum mal-estar… Acho que o levei ao desespero para depois retirar o melhor dele. Quanto ao Herrera, achava que estava ali um jogador fabuloso e achava estranho não vingar no FC Porto. Falei muito com ele, disse-lhe o que queria dele em campo e no balneário. Pois tem de haver essa dinãmica, essa confiança, e depois são eles a ir buscar esse sucesso que tiveram. Têm de continuar… Eu não gosto muito de festas. Incomoda-me um bocado. Antes do tempo nem as posso ver, no dia ainda encaixo, dois dias depois já não gosto muito… E isto não é hipocrisia."

Exigência nas férias

"Sei que muitos não vão respeitar na totalidade o que lhes demos. Foi feito um plano de férias, demos-lhes indicações para respeitarem durante as férias. Quando voltarem vemos."
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M