O ciclo de sete jogos sem ganhar, culminando com a pesada derrota caseira diante do Portimonense (0-3), não deixa naturalmente Carlos Pereira indiferente. "Claro que estou desiludido com os últimos resultados e exibições. Acho que é o momento de refletir e emendar o que de menos bom tem sido feito. Esta equipa tem obrigação de fazer melhor", sublinhou.

O presidente do Marítimo garante que a posição de Daniel Ramos não está em causa, até porque o primeiro objetivo continua próximo. "Faltam-nos, mais ou menos, três pontos para a permanência", afirmou. Mas o líder dos madeirenses não deixa de discordar do discurso do treinador. "Não acho que esta seja a mesma equipa da primeira volta. Houve muitas alterações da primeira para a segunda, sobretudo no meio-campo, que perdeu a consistência e solidez que tinha. E é a defesa que está a sofrer, face ao que o meio-campo não produz", considerou.

Reforços

Para enfrentar os próximos desafios, a começar já pela difícil visita ao Rio Ave, Daniel Ramos deverá contar com pedras importantes. Zainadine regressa de castigo e Pablo Santos pode voltar às opções, depois de quase quatro meses lesionado. E é natural que aconteçam mais mudanças do meio-campo para a frente. Edgar Costa e Ghazaryan continuam de baixa.


Autor: Gonçalo Vasconcelos