Depois do União Torcatense, que afastou com uma vitória magra, o Marítimo volta a encontrar na Taça uma equipa do Campeonato de Portugal. E todos os cuidados são poucos na visita à AD Oliveirense, alerta Erdem Sen.

"Às vezes estes jogos são tão difíceis como se fosse contra o Benfica. Joguei na 3ª divisão da Bélgica e sei que, como lá, tudo é diferente nestes jogos de Taça. A bola é diferente, os árbitros são diferentes e jogar num sintético é diferente, pois ficamos mais cansados. E é mais difícil adaptarmo-nos contra uma equipa já habituada, como é o caso. O treinador já nos alertou para tudo isso. Contra estas equipas é preciso ainda mais concentração", frisa o belga, de ascendência turca.

Seja como for, a época está a correr bem e o médio, de 28 anos, mostra confiança no grupo. "Temos qualidade para repetir uma boa época e fazer boa figura nas três provas em que estamos inseridos. E a qualificação europeia pode repetir-se. Se tivéssemos ganho em Setúbal, estaríamos em 4º na Liga NOS, mas o 5º lugar também não é mau...", observa.

O jogador termina contrato no final da temporada e não está preocupado. "Houve uma abordagem no início da época, mas achei cedo. Apenas vivo o presente. Vou cumprir o contrato de dois anos e dar o meu melhor até o fim. Depois veremos", assinala Sen, que procura recuperar o tempo perdido depois da lesão que o afastou durante algum tempo. "Foi um longo mês, falhei vários jogos, mas estou de volta e feliz por ajudar", frisa.

Autor: Gonçalo Vasconcelos