Fábio Pacheco foi ontem impedido pela SAD de treinar-se com a equipa do Marítimo na sessão matinal realizada no Estádio de Machico. O jogador apresentou-se à hora marcada, mas viu o treino do lado de fora e aguarda por uma reunião com o presidente Carlos Pereira, ausente da Madeira e com regresso marcado para hoje ou amanhã, de forma a clarificar o seu futuro imediato.

Segundo apurámos, o médio-defensivo de 29 anos não está suspenso, mas não é difícil perceber que será um dos jogadores visados pelo líder da SAD na sequência da goleada (5-0) sofrida no Estádio da Luz, no último sábado. "Fiquei desiludido com a postura de alguns jogadores. Face ao favoritismo do Benfica, nós teríamos de dar tudo nos 10 por cento que nos cabiam. Não era uns darem tudo e outros não darem praticamente nada. Os 90 por cento que lutaram foram traídos pelos 10 por cento que não o fizeram", acusou o dirigente, que se mostrou ainda bastante crítico com as opções de Daniel Ramos.

Até o assunto ser esclarecido, o jogador que foi contratado este ano ao V. Setúbal fica fora das opções do treinador, ele que foi titular nos últimos quatro jogos do campeonato. Resta saber se tudo ficará resolvido em tempo útil para defrontar no domingo a sua ex-equipa ou se engrossa mesmo o lote de indisponíveis, já que Pablo Santos (5º amarelo) e Gamboa (vermelho direto) vão cumprir castigo diante dos sadinos.

Fábio Pacheco, que tem contrato até 2020 com os verde-rubros, realizou esta época 17 jogos para a Liga NOS (1 golo), três na Taça de Portugal e dois na Taça CTT.


Autor: Gonçalo Vasconcelos