Manuel Machado considera que a derrota do Moreirense, este sábado, no terreno do Paços Ferreira, por 3-2, não reflete o que aconteceu em campo.

"A intenção era pontuar e, se possível, ganhar. Pela dinâmica do jogo, fizemos o necessário para o conseguir. É verdade que cometemos erros pontuais, que começou com um autogolo, depois houve o penálti, que é bem marcado, e isso foi um duro golpe. Pela positiva há a resposta que demos, tentando os golos, e conseguimos. Mas quando tudo estava do nosso lado e o Paços a jogar baixo, uma bola parada, e numa desconcentração nossa, houve um bom aproveitamento do adversário, que deu o terceiro golo", explicou Manuel Machado.

"O Paços marcou dois e usufruiu de três (golos) porque um é autogolo. Nem sempre ganha quem joga melhor. É sempre frustrante perder e há muitas formas de perder, mas esta é mais dura. Sobre o que aconteceu nos 90 minutos, penso que tivemos mais oportunidades para ganhar, mas os golos foram mais consentidos do que construídos por quem estava do outro lado."