César, emprestado ao Nacional pelo Benfica, afirmou esta quarta-feira que acredita que a sua equipa "vai sair do último lugar que ocupa" já no domingo, na receção ao Belenenses. O central dos insulares garantiu que o grupo acolheu bem a entrada do novo treinador Predrag Jokanovic, afirmando que o ambiente no balneário é muito positivo.

"É positivo, porque sabemos o que esta equipa vale, só que o fator sorte também não nos tem acompanhado nos jogos, a bola bate sempre no poste ou na barra e não entra, mas nós confiamos no valor que a equipa tem e agora, no domingo, frente ao Belenenses, pretendemos iniciar um novo ciclo de vitórias", adiantou César, na conferência de imprensa de anteviso a essa partida.

O brasileiro admitiu que há alguma ansiedade no seio do plantel, "porque a bola não entra na baliza adversária" e, também pela posição que ocupa na tabela. "Continuamos a acreditar que as coisas irão mudar, já no domingo", explicou o jogador.

Questionado sobre a época que está a fazer, em termos individuais, ao serviço do Nacional, o jogador fez questão de falar em termos coletivos.

"Se o clube está bem, eu estarei bem, e como as coisas não estão a acontecer como nós queríamos, eu também não estou bem. Temos de ser solidários, não cometer os erros defensivos que temos vindo a cometer e tenho a certeza que se isso acontecer, vamos sair desta posição em que nos encontramos", observou o futebolista.

O Nacional, último classificado, com 13 pontos, recebe o Belenenses no domingo, às 16 horas, 12.º colocado, com 24, em jogo da 21.ª jornada, que será arbitrado por Jorge Sousa, da AF Porto.

Autor: Lusa