O desaire sofrido em Moreira de Cónegos agravou ainda mais a crise do Paços de Ferreira no campeonato. A equipa caiu pela primeira vez esta época nos lugares de despromoção e acionou o alerta vermelha pela sequência das cinco derrotas consecutivas, que colocam a equipa muito perto do pior registo de sempre em todas as 20 presenças na 1.ª Liga.

A direção do clube está consciente das dificuldades que a equipa atravessa no campeonato pela ausência de vitórias, mas Paulo Meneses acredita num final feliz. "Acreditamos que é possível dar a volta. Ainda estão 27 pontos em disputa e podemos precisar só de 9 para alcançar o objetivo", referiu o presidente da direção, aproveitando para deixar uma mensagem a todo o universo pacense. "É altura de estarmos todos unidos à volta de um objetivo que é comum, e é nos momentos de crise, como acontece em todas as famílias, que a família pacense tem que estar unida. Mais importante que fazer acusações é percebemos que as coisas estão menos bem e cabe a cada um de nós assumir as suas responsabilidades", sublinhou.

Paulo Meneses aproveitou para lembrar que a posição da equipa não é dramática. "Bastam 3 pontos para sairmos da zona de descida. E esta é a primeira vez que o Paços de Ferreira está abaixo da linha de água. Por essa ordem de ideias, há uns seis ou sete clubes no campeonato cujas direções não têm capacidade de gerirem o clube porque atravessam o momento menos bom, acrescentou, em jeito de resposta às críticas que a direção foi alvo após o final do jogo com o Moreirense.

Ainda sobre este jogo, Paulo Meneses também não gostou da exibição da equipa. "A equipa não jogou como treina, isso não tenho duvidas, mas há muitas coisas que influenciam. Mas devemos estar todos focados para alcançarmos o objetivo", concluiu.

Autor: José Santos