Em 17 visitas a Portimão, em todas as competições, o Benfica nunca perdeu. Treze vitórias e quatro empates (dois na Liga e dois na Taça de Portugal) é o registo dos encarnados na cidade do Arade. E também na Luz nunca o campeão em título se deixou surpreender pelos alvinegros. Augusto, médio que serviu os dois clubes, acredita num triunfo da equipa de Vítor Oliveira no próximo sábado.

"O Portimonense está a viver um grande momento, vem de duas vitórias claras sobre adversários difíceis e esta é, sem dúvida, uma boa oportunidade para bater pela primeira vez o Benfica", diz Augusto, recordando uma história de um outro clube do Algarve.

"O Olhanense, o clube da minha cidade e onde me iniciei como futebolista, nunca ganhava ao Sporting até que um dia ‘matou o borrego’, batendo os leões. O Portimonense tem agora a sua oportunidade de ‘matar o borrego’ contra o Benfica", assinala o antigo médio, que cumpriu quatro temporadas nos alvinegros e cinco de ligação aos encarnados (embora fazendo parte do plantel em apenas duas pois nas outras foi emprestado).

Augusto, que hoje festeja o seu 53º aniversário, foi lançado na 1ª Divisão por Vítor Oliveira, no primeiro ano deste como treinador, e sublinha "a qualidade de jogo do Portimonense, merecedora de mais pontos, pois por alguma ingenuidade ou falta de sorte alguns desempenhos não tiveram correspondência nos resultados".

O Benfica "apenas pode conquistar o campeonato e por isso aposta tudo na prova, mas creio que mesmo perdendo em Portimão não ficará fora da luta pelo título", adianta Augusto, que justifica a sua tese: "O FC Porto e o Sporting estão em todas as frentes e começam a acusar grande desgaste, com algumas unidades influentes a mostrarem grande cansaço. Ninguém esperava o empate dos dragões em Moreira de Cónegos ou a derrota dos leões no Estoril. E irão perder mais pontos!"

Augusto garante "ter o coração dividido", mas, diz, "o Portimonense vai surpreender e o Benfica mesmo perdendo sábado ainda chegará ao sonhado penta".


Autor: Armando Alves