Nakajima é o homem do momento no Portimonense: autor dos dois golos da vitória sobre o Feirense, o internacional olímpico japonês – chegado perto do fecho do mercado – tem rubricado exibições de encher o olho e é uma ameaça séria para o FC Porto, hoje à noite. "Vamos defrontar o líder do campeonato, forte candidato ao título, e partimos motivados, com a vontade de contrariar o favoritismo do adversário", sustenta Nakajima, que já deu nas vistas na Luz, frente ao Benfica.

"É sempre bom atuar nos grandes palcos, contra equipas de renome mundial, e na Luz senti-me à vontade. Tenho a consciência de que fizemos um grande jogo e agora, no Dragão, queremos repetir a exibição, mas juntando a isso a conquista de pontos", adianta o japonês. Nakajima está em Portugal há três semanas e a adaptação, confessa, "foi rápida, devido ao bom acolhimento de todos, do presidente ao diretor-geral, passando pelos colegas e equipa técnica".

Daí, garante o jogador, o bom rendimento evidenciado. "O futebol tem uma linguagem universal e, embora existam diferenças entre a forma como se joga no Japão e em Portugal, depressa percebi o que o treinador e a equipa pretendem de mim", explica.

A adaptação estende-se, inclusive, à alimentação. "A gastronomia daqui é muito rica, gosto de tudo o que comi até agora", adianta Nakajima, que tem atuado no lado esquerdo, mas pode desempenhar outras funções em campo. "Sou versátil e, se o treinador entender, posso jogar noutras posições", assinala o japonês, "muito feliz" pelas exibições produzidas nos primeiros jogos em Portugal.

Autor: Armando Alves